Só para relaxar......

Só para relaxar......

31 de dezembro de 2010

O principal...... A Champanhe

Ao se abrir o espumante com elegância,
a rolha não deve fazer barulho e nem voar
longe. Isso faz com que uma das coisas mais importantes da bebida se mantenha por
mais tempo, o gás

Cuidado. Líquido sobre Pressão

Vai soar mais estranho aos ouvidos do que o espocar do espumante na Páscoa, mas uma pesquisa não oficial nos Estados Unidos afirma que ao menos três pessoas perdem a visão de um dos olhos a cada ano por conta de uma "rolha perdida". Assim, o título desta matéria deve ser levado a sério.

Mas, como espumante não tem nada a ver com acidentes e estatísticas, mas com celebração, alegria e bons momentos, o que conta realmente é desfrutar desses bons líquidos. Para ajudá-lo, damos algumas dicas para abrir suas garrafas de maneira segura, elegante e de forma a preservar tudo o que esses borbulhantes vinhos têm de bom. Acompanhe:

ANTES:

1- Armazene suas garrafas em local escuro, com temperatura constante (e não alta) e deitado, para manter a rolha úmida.

2- Evite deixar o espumante na geladeira por mais de três ou quatro dias e nunca coloque-o para gelar no freezer, pois a rolha perde elasticidade e dificulta o manuseio.

3- Em um balde grande, coloque gelo e água em partes iguais e, para mais de uma garrafa, coloque uma concha de sal grosso para ajudar a conservar o gelo. Separe um guardanapo de pano limpo e coloque um prato sob o balde.

4- Coloque as garrafas no balde e deixe por 30 a 40 minutos. Se possível, durante esse tempo, pegue cada garrafa e segure na horizontal, fazendo pequenos movimentos de sobe e desce para que o líquido do gargalo - que normalmente fica fora da água gelada - se misture com o restante. Não deixe a garrafa mergulhada inteira na água gelada. A temperatura ideal para a maioria dos espumantes fica entre 6ºC e 8°C.

DURANTE:

1- Retire a garrafa do balde e seque ligeiramente com o pano. Incline-a para um lado em que não existam vidros e nem pessoas e retire a parte superior da cápsula. Normalmente ela tem uma fita ou um picotado que ajuda nesse processo.

2- Com a outra mão solte a gaiola de arame, girando no sentido horário e evitando que ela se quebre. Geralmente são cinco voltas. Nesse ponto, você pode escolher se quer deixar a gaiola sobre a rolha para maior segurança ou se prefere retirá-la e só depois tirar a rolha. Se o espumante parecer muito gelado, é aconselhável não tirar o dedo de cima da rolha e deixar a gaiola solta, mas sobre a rolha até o final
da operação.
3- Com o pano na parte superior da garrafa, como que envolvendo o gargalo, segure firmemente com o dedo polegar sobre a parte superior da rolha, evitando que ela saia descontroladamente.

4- Mantendo a mão no gargalo e o polegar sobre a rolha com bastante firmeza, gire a garrafa lentamente (existem pessoas que preferem girar a rolha para um lado e a garrafa para o outro, mas isso ocasiona perda de controle quando a pressão for mais forte e algumas vezes a quebra da rolha) e perceba como a pressão interna começa a fazer força contra seu polegar. Continue o movimento com firmeza e devagar, permitindo que a rolha se desprenda lentamente. O som a ser ouvido deve ser como aquele sinal de hospital para não falar: "sshhhhh".

5- Para servir, não apóie o dedo no fundo da garrafa, mas suporte-a com a mão toda e lembre-se que a temperatura da taça é diferente do líquido, que as bocas das taças flüte são estreitas e o líquido forma espuma, portanto, sirva vagarosamente. Coloque a quantidade de um dedo no fundo da taça e pare por alguns instantes, depois complete até dois terços da taça.

6- Volte a garrafa ao balde com o pano ao lado para auxiliar a cada vez que for servir, sem respingos.

“Muito de qualquer coisa é ruim, mas muito champanhe é sempre perfeito”. E champanhe faz a alegria de qualquer festa de Réveillon mesmo, tipo indispensável. Você sabia que cada garrafa da bebida tem 250 milhões de bolhas?

Perrier Jouët Belle Epoque: dos mais chics e lindas as garrafas, quem for jogar fora, me avisa.........

2011


Para ganhar dinheiro

 
-À meia-noite em ponto, coma 12 uvas verdes ou uma romã. A cada bago de uva, mentalize um mês do ano com muito dinheiro. Guarde os caroços e uma folha de louro na sua carteira de dinheiro.
-Faça um prato de lentilha da fortuna e guarde na carteira alguns grãozinhos ainda crus.
- Não vire o ano com os bolsos vazios coloque algumas moedas ou então uma nota . Os orientais dizem que a energia entra no nosso corpo pelos pés. Nesse caso, coloque uma nota de dinheiro também dentro do sapato para atrair mais riquezas em 2011.
-Não deixe lixo dentro de casa na virada de ano, e limpa a casa, varrendo-a de trás para frente. Não mantenha nada quebrado em casa e verifique se os sapatos estão em ordem e as roupas não estão pelo avesso. Não deixe lâmpadas queimadas e jogue moedas da rua para dentro de casa. Isso atrai riqueza para todos que moram no lugar.

Encontre a vela mais indicada para o Ano Novo


Acender velas brancas no Réveillon para pedir paz é uma tradição. Mas é possível usar velas coloridas para atingir outros objetivos. Se a intenção é viver novas paixões no ano que se inicia, as velas vermelhas são as mais adequadas. Acenda velas rosas para melhorar um namoro ou amizade. Se quiser um emprego novo, use velas azuis ou lilás. As velas amarelas são indicadas para quem quer mais dinheiro e as verdes ajudam a curar doenças. Prefira velas aromáticas ou acenda um incenso para atrair bons fluidos.

Para arranjar um empregoEntre no mar e faça seu pedido de emprego à Iemanjá. Repita pulando sete ondas, ou seja, faça um pedido a cada onda. No final, saia do mar sem olhar para trás.

Para perder pesoFatie uma cebola em quatro partes, de baixo para cima. Pegue três partes e enterre. Desfolhe a quarta parte. Cada um dos anéis da cebola representará 1 kg. Separe o número de anéis correspondente ao peso que você quer perder e ferva em 1/2 litro de água. Com esse chá, regue três vezes o local onde você enterrou as outras partes. Repita a simpatia quantas vezes quiser, até chegar ao peso que deseja.

Para ter proteção espiritual

Coloque lençóis novos, sem uso, em sua cama e peça proteção ao seu anjo da guarda. Durma sobre eles e lave-os no dia seguinte.
Para abrir seus caminhosCompre as ervas vence-demanda, olho-grande, afasta-inimigo e abre-caminho. adquira um defumador em loja de artigos religiosos (o tablete com 20 unidades custa, em média, R$ 3) e defume, com muito cuidado, a casa inteira, principalmente o quarto em que você dorme. Depois, acenda uma vela para o seu anjo da guarda e peça que ele mantenha seus caminhos abertos e iluminados.

Espante a inveja e o mau-olhado

Compre cinco ovos. Com um lápis, desenhe sobre a casca os rostos de pessoas zangadas, tristes, chorosas ou bravas. No dia 31, saia caminhando para fora de casa com os ovos. No final de uma rua, jogue um deles para trás, de preferência em um terreno baldio. Quando se quebrar no chão, o ovo afastará de você os maus-olhados no ano que se inicia. Atenção: arremesse um ovo por vez e não olhe para trás ao jogá-lo.

Para você ganhar um belíssimo Ano Novo

Cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,

Ano Novo sem comparação com todo tempo já vivido

(mal vivido talvez ou sem sentido)

Para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,

Mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo

Até no coração das coisas menos percebidas

(a começar pelo seu interior)

Novo, espontâneo, que tão perfeito nem se nota,

Mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha,

Você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,

Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta.

Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumidas

Nem parvamente acreditar que por decreto de esperança

A partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa,

Justiça entre os homens e as nações,

Liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,

Direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome,

Você, meu caro, tem que merecê-lo,

Tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,

Mas tente, experimente, consciente.

É dentro de você que o Ano Novo

Cochila e espera desde sempre.

 

Carlos Drummond de Andrade

Esse ano é VERMELHO

significado das cores no ano novo:
Branco
Traz paz e sorte, mas também carências afetivas é indicado para pessoas estressadas e agitadas.
Azul
Traz novas amizades, calma, tranqüilidade, prosperidade, equilíbrio e harmonia familiar.
Verde
Sorte, esperança, saúde física e mental e renovação espiritual. O verde aumenta a confiança, melhoria financeira e diminui o estresse.
Rosa
O amor verdadeiro, romantismo. Atrai felicidade afetiva e simpática. Perfeita para as românticas, meigas e tímidas.
Vermelho
Para aquelas que estão à procura do par perfeito, traz a paixão. Está associada à coragem, à iniciativa para se realizar e é indicada para quem quer se apaixonar.
Violeta e lilás
É a cor da energia e da verdade, sucesso intelectual e ajuda a superar as carências afetivas.
Amarelo
É a cor do dinheiro, da alegria e da riqueza. Simboliza o sol, a fecundidade e a fortuna.
Laranja
Atrai sucesso e alegria, eleva a auto-estima, espanta a depressão e desperta o otimismo.
Marrom e bege
Estimulam as atividades profissionais para aquelas que desejam uma promoção.
Preto
Evite na noite de réveillon, atrai tristeza, depressão, carências afetivas e energias negativas.
Dourado
Proteção divina, destaque na profissão e sucesso material.

O que não fazer na virada do ANO NOVO

Usar roupas apertadas durante a passagem do ano pode significar dificuldades para o ano que se inicia. Roupas emprestadas podem trazer dependência ou ter que conviver com situações desconfortáveis.
Roupas pretas devem ser evitadas. Lembram luto, melancolia.
A não ser que tenham detalhes coloridos ou em prata.
Não passe a virada do ano de bolsos vazios.
Do contrário, eles continuarão assim pelos próximos doze meses.
Acredita-se que comer carne de espécie que cisca para trás poderá ter influências negativas que podem fazer a pessoa regredir na vida durante o ano seguinte. O costume é comer peixe ou leitão.
Não se deve passar o Ano Novo dormindo.
Quem começa chorando, chora o ano inteiro; quem começa feliz, fica feliz o ano.
As portas e janelas da casa devem estar abertas e as luzes, acesas na virada do ano.
Faça barulho, pule, brinque, dance, acenda as luzes, solte foguetes.
Pé do sapato
Depois da passagem do ano atire o sapato do pé direito por cima do ombro esquerdo. Se o sapato cai de pé, boa sorte para todo o ano, se cair de lado será um ano sem muitas novidades, mas se cair com a boca para baixo a predição é de dificuldades.
Dinheiro, sempre na véspera do ano, chupe sete sementes de romã e guarde-as na carteira. É garantia de bons ganhos.
Badaladas da fartura
Descasque e tire os caroços de doze uvas. Deixe num prato. À meia-noite, coma uma uva a cada badalada.
 Todas as simpatias do mundo não farão efeito se em seu coração e sua mente existem sentimentos de maldade, inveja, raiva, vingança e outras formas de negatividade.
Faça o balanço do ano e deixe saldo zero para os sentimentos negativos e faça uma distribuição de amor, alegria, beijos e abraços. Lembre-se que o amor é algo que quanto mais você dá mais aumenta.

Cavaleiros do Céu - Guilherme Luis

Horóscopo Chinês de 2011 - Ano do Coelho

São ainda misteriosas as origens exatas dos doze animais da astrologia chinesa: Rato, Boi, Tigre, Coelho, Dragão, Serpente, Cavalo, Carneiro, Macaco, Galo, Cão e Porco. Mas esses animais continuam importantes para a astrologia chinesa e seu significado é muito mais amplo do que simplesmente representar a tendência geral do ano ou as possibilidades de felicidade ou infortúnio que nos aguardam. Os doze animais que são os signos da astrologia chinesa são considerados como um reflexo do próprio Universo.

Ano do Coelho
Um ano calmo, muito bem vindo e muito necessitado após o ano feroz do tigre. Nós devemos apagar alguns pontos, curar as nossas feridas e começar com algum descanso após todas as batalhas do ano precedente.
O bom gosto e refinamento brilharão em tudo e as pessoas reconhecerão que a persuasão é melhor do que a força. Uma época harmoniosa em que a diplomacia, as relações internacionais e a política darão um grande passo outra vez. Nós agiremos com discrição e faremos concessões razoáveis sem demasiada dificuldade.
O momento de prestar atenção ao que se passa à nossa volta. A influência do coelho tende a estragar os momentos de mais conforto despertando e relevando a eficácia e o sentido do dever.
A lei e a ordem serão as máximas deste ano; as regras e os regulamentos deverão ser cumpridos. No entanto, ninguém parece incomodar-se muito com estas realidades desagradáveis. Estão mais ocupados em se apreciar ou simplesmente a  fazer coisas fáceis. O cenário é quieto e calmo, deteriorando-se ao ponto de provocar sonolência. Nós todos teremos uma tendência para pôr de lado as tarefas desagradáveis por um período o mais longo possível. 
Pode ganhar-se dinheiro sem muito trabalho. O nosso estilo de vida será lânguido e cheio de lazer. Um ano temperado com ritmo lento. Pode-nos parecer possível ser feliz sem demasiados cuidados

O meu é:

Nome do Signo em Chinês: SHÉ
Nome do Signo em Japonês: REBÍ
Horas governadas: 9:00 às 11:00 horas
Direção do seu signo: sul-sudeste
Mês favorável: novembro (primavera)
Signo zodiacal correspondente: Touro
Elemento: Fogo
Polaridade: Yin
Planeta regente: Marte
Metal: cobre
Pedras: safira azul e esmeralda
Erva: capim-cidreira
Perfume: rosa
Cores: verde-claro e rosa
Flor: cardo
Planta: samambaia
Número de sorte: 6
Dia de sorte: sexta-feira
Previsões para 2011:
Procure equilibrar a carreira, a vida afetiva e o lazer. Cultive momentos de carinho no amor. Este será um ano movimentado e de muitas responsabilidades. Siga a sua intuição ao tomar decisões importantes.
O período possibilita viagens e também bons relacionamentos com pessoas influentes e importantes no trabalho. Ano muito proveitoso para quem gosta de ler e estudar. Equilíbrio, crescimento e prosperidade marcarão seu relacionamento com a família. Atenção aos problemas de saúde relacionados com alergias e sistema reprodutor.

30 de dezembro de 2010

Esses são para Andrea, amiga do coração


Fundo das tortinhas

200g de bolacha Maria de chocolate
120g de manteiga derretida
3 colheres (sopa) de nozes moídas (opcional)


Modo de fazer

1. Bata a bolacha no liquidificador ou passe pelo processador.
2. Bata as nozes até que fiquem bem moídas.
3. Derreta a manteiga e misture com a bolacha e as nozes moídas.
4. A consistência é de uma farofa.
5. Coloque em uma fôrma, na altura de 1cm, e aperte bem com ajuda de um saco plástico para que fique bem comprimida.
6. Insira os aros até o fundo e leve à geladeira.
7. Quando estiverem firmes, coloque uma das musses.
8. No meio, coloque o recheio escolhido.
9. Cubra com a outra musse.
10. Volte à geladeira para firmar.
11. Decore ainda dentro dos aros.

Musse de chocolate

200g de chocolate meio amargo
2 colheres (sopa) de manteiga
6 colheres (sopa) de açúcar
4 gemas
4 claras
1 colher (sopa) de gelatina sem sabor
1 caixinha de creme de leite


Modo de fazer

1. Misture o chocolate em pedaços, 1 colher (sopa) de manteiga e o creme de leite e leve ao microondas. Reserve.
2. Na batedeira, bata as claras em neve até ficarem firmes.
3. Vá acrescentando o açúcar, até firmar bem.
4. Ainda batendo, junte as gemas e, a seguir, a gelatina dissolvida.
5. Por último, acrescente o chocolate derretido.

Faz, que nós provamos .........

Wrap de Café Moka

Ingredientes:
Tira de tranfer com tema grãos de café
Cobertura sabor meio amarga
Flocos de chocolate para decorar
Brigadeiro Moka
2 lata leite condensado
1 colher (sopa) chocolate em pó
1 colher (sopa) café solúvel
1 colher (sopa) conhaque ou essência
1 colher (sopa)margarina culinária

Preparo:
Dissolva o café solúvel e o chocolate em pó no conhaque + 2 colheres (sopa) de leite condensado.
Feito isso, acrescente o restante dos ingredientes do brigadeiro ao fogo baixo e cozinhe até o ponto de brigadeiro de enrolar (pegue uma porção na colher e vire pra baixo, se não cair ou cair de uma vez está no ponto). Deixe esfriar bem.

Montagem:
Faça rolinhos, como se fosse um tubinho, mais ou menos de 5 cm de comprimento. Aperte a ponta, com o dedo, pra ficar tão redondo.
Leve para gelar, no freezer de preferência, mas não deixe por muito tempo.
Corte as tiras do transfer do mesmo tamanho dos rolinhos. Com um pincel, passe uma camada da cobertura (já derretida, conforme instruções da embalagem), no tranfer (do lado de dentro), e envolva os rolinhos nessa "capinha".
Decore com flocos de chocolate.
Retire o plástico do transfer, quase na hora de servir, assim não corre o risco de quebrar, etc

No verão

Mousse de limão tahiti
- 1 lata de leite condensado
- 1 lata de creme de leite (sem soro)
- 3 limões (suco)

Quase não suja louça.. coloquei todos os ingredientes num bowl e bati com o Mixer. Só!

Tem gente que faz mousse com gelatina sem sabor, clara em neve.. mas eu queria um creminho simples e bem azedo! Até colocaria mais limão, mas eles acabaram!

Pra enfeitar.. raspinhas de limão!
Colocar na geladeira e depois mandar ver!

Suco de frutas

O verão traz com ele a necessidade de beber muito líquido para manter o corpo hidratado, mas isso não significa que vale a pena matar sua sede com refrigerantes, não importa se com ou sem açúcar. Para se refrescar de verdade e garantir muita saúde, nada melhor que água e sucos naturais.

Os sucos, além de refrescarem, hidratam e fornecem muitos nutrientes ao organismo e precisam ser feitos a partir de frutas frescas. Nem pense em ao comprar os famosos (e adorados pelas crianças) sucos artificiais de pozinho, isso porque eles são ricos em calorias e contêm conservantes e corantes, que podem causar alergias, gastrite e até conter substâncias cancerígenas.  
O consumo desse tipo de produto acaba causando um grande esforço do corpo para purificar e limpar todas essas substâncias maléficas.

Como se não bastasse, o consumo excessivo dessas bebidas coloridas e doces, mesmo sendo dietéticas, por terem um sabor acentuado, acabam educando erroneamente o nosso paladar a aceitar apenas esse tipo de sabor. Se você cai nessa "pegadinha", vai acabar achando a alimentação à base de frutas, verduras e legumes sem graça e sem gosto, sabia?

Quando 100% naturais, os sucos são boas fontes de fibras alimentares, principalmente se não forem coados ou peneirados. A utilização integral dos componentes das frutas pode garantir o acesso a minerais e vitaminas. Mas se seu dia-a-dia corrido esbarrar na dificuldade em preparar sucos a partir das frutas, o supermercado oferece boas alternativas, como sucos concentrados, sucos em caixinhas longa vida e as polpas congeladas. Mas, toda vez que sobrar um tempinho, lembre-se de preparar com as frutas in natura, ok? 
Vale lembrar que, dependendo de como são feitos, os sucos podem ser bem calóricos. Até mesmo as frutas exigem controle no seu consumo, pois são ricas em frutose, que é também é um tipo de açúcar. Tente não adoçá-los ou substituir o açúcar refinado por mel, açúcar orgânico, mascavo ou adoçante mesmo, mas sempre com moderação.

Bebê-los 30 minutos antes das refeições é uma ótima opção, pois isso ajuda na absorção dos nutrientes que você estará ingerindo.

Além disso, é importante que os sucos naturais sejam consumidos em até 30 minutos depois de serem preparados para não perderem suas propriedades nutritivas, ok? Agora, veja todos os benefícios que sua fruta preferida lhe traz:  
Abacaxi: é digestivo, além de diurético e antitérmico. Também acalma a garganta e ajuda a curar laringites.

Açaí: trata-se de um antioxidante natural, facilita a eliminação de radicais livres, devido ao seu alto teor de vitaminas E e C.

Acerola: ajuda a combater a debilidade, a fadiga do organismo, a perda do apetite, e também as gripes e infecções pulmonares.

Goiaba: contém ferro, tanino, vitamina A e muita vitamina C. Esta fruta promove o metabolismo das proteínas e ajuda a prevenir a acidez e fermentação dos carboidratos durante a digestão.

Laranja: fortalece as defesas naturais do corpo por ser rica em vitamina C. Ajuda a combater resfriados, gripes, febres e possui efeito anti-hemorrágico.

Limão: é rico em vitaminas A, B1 e C e sais minerais, por isso ajuda a curar gripes e resfriados.

Maçã:
auxilia na tonificação do organismo. Contém substâncias que protegem o fígado e facilitam a digestão.

Mamão: estimula e tonifica o organismo. É ótimo para a digestão e contém substâncias antibactericidas, capazes de evitar infecções intestinais causadas por parasitas. Também protege as mucosas dos intestinos. 
Manga: tem grande teor de betacaroteno, o que lhe confere propriedades antioxidantes. É um ótimo regenerador do sangue.

Maracujá:
tem propriedades antissépticas e reforça o sistema imunológico, estimula a digestão e pode ser utilizado como calmante natural.

Melão e melancia:
os dois têm propriedades diuréticas, auxiliando o funcionamento dos rins.

Morango:
é indicado em casos de diarréia. Também ajuda na digestão, baixa a febre e estimula todas as funções do metabolismo. Tem propriedades adstringentes e diuréticas.

Pêssego: ajuda a tratar desde inflamação dos rins, erupções da pele, fungos, intestino preguiçoso e ácido úrico a problemas respiratórios e doenças do coração.

Tangerina:
os bagos são repletos de suco rico em ferro e vitaminas A, B1, B2 e C. A tangerina ajuda a tratar a febre, elimina toxinas, gripes, ácido úrico, retenção de líquidos, tensão nervosa e verminoses. 
Além de suco de frutas, você pode optar pelo suco de clorofila, que tem ação desintoxicante e antibactericida. Isto porque a clorofila limpa o organismo das impurezas e toxinas, o que é perfeito para remediar um dia de excessos. Agora que você já sabe de tudo, que tal misturar duas ou mais frutas e inventar um novo suco preferido? Seu corpo e sua sede irão agradecer, pode apostar!  

Caminhando e caminhando

Para afastar o perigo da hipertensão, aposte nas caminhadas. Uma pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), da USP, comprovou que a caminhada reduz a pressão arterial na primeira hora e, o que é melhor ainda, essa queda se mantém nas 24 horas subsequentes.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, no Brasil, são 27 milhões de hipertensos com mais de 18 anos e 2 milhões de crianças e adolescentes que enfrentam o problema.

A pesquisa teve início em julho de 2008 e terminou em outubro de 2009. Foram avaliados 1000 voluntários com idade entre 60 e 75 anos, faixa etária do presidente Lula, que sofreu uma crise hipertensiva recentemente. 
Inicialmente foram selecionados 10% dos idosos como amostragem representativa. Os participantes realizaram uma sessão intensa de 40 minutos de caminhada, seguida de uma sessão de repouso também de 40 minutos.

Os resultados apontaram que a redução é mais expressiva naqueles com pressão arterial elevada e menor naqueles com pressão arterial normal. O diferencial do estudo, segundo os pesquisadores, é o fato de ter sido analisado o impacto do exercício aeróbico em pista, na modalidade caminhada, e não em esteira e bicicleta ergométrica, como era feito até então.

Após uma única sessão desse exercício aeróbico, em média, a pressão arterial sistólica, que é o valor mais alto e mede a força do sangue nas artérias, quando o coração se contrai para impulsionar o sangue através do corpo, caiu 14 milímetros de mercúrio (mm Hg) e a pressão arterial diastólica, número inferior que mede a pressão enquanto o coração relaxa para se abastecer de sangue, caiu 4 milímetros, ou seja, de 13 por 9, por exemplo, passou para 11 por 8. E, após 24 horas, essa pressão continuou reduzida em 3 milímetros na pressão sistólica e 2 milímetros na diastólica. 
Os pesquisadores explicam que a prática contínua de exercícios pode levar à diminuição gradativa e até ao não uso de medicamentos para os hipertensos leves e, ainda ser um método coadjuvante no tratamento com medicamentos nos casos mais graves.

Hipertensão entre idososSegundo o médico geriatra Eduardo Ferrioli, professor da FMRP, que participou do estudo, a pressão arterial é uma das doenças de maior prevalência entre os idosos, chegando a quase 50% de alcance na faixa etária. Para ele, uma das causas do agravamento dos casos é o estresse diário.

"Uma rotina mais tranquila e hábitos saudáveis, como diminuir a quantidade de sal e manter o peso, ajudam muito no controle e até para a cura da hipertensão", explica. 

Só no bronzeado

É só chegar a estação quente que as roupas fresquinhas dão o ar da graça, sem contar os trajes de banho para os dias na praia ou na piscina. O problema é desfilar por aí com a pele desbotada da temporada de inverno. Por isso que conquistar uma pele bonita, bronzeada e macia é o desejo de muita gente no verão.  "Comece já a preparar o seu corpo para o bronze e introduza alimentos como cenoura, beterraba, abóbora, mamão, manga, espinafre m sua dieta", explica  especialista. 
Esta turma de alimentos dá uma mãozinha no seu bronzeado por serem ricos em um carotenoide conhecido como betacaroteno. É ele quem dá cor às frutas amarelo-alaranjadas e aos vegetais verde-escuros. A substância é um poderoso antioxidante, que quando é consumido é convertido em vitamina A no organismo. "A vitamina auxilia na formação de melanina , pigmento responsável pelo efeito bronzeado da pele"
Confira a receita de um suco saboroso e que é aliado da cor dourada da estação. Consuma antes e durante o verão, pelo menos três vezes por semana.

Suco Bronzeador
Ingredientes:
1 copo pequeno de suco de laranja
1/2 beterraba crua
1 cenoura média

Modo de preparo:
Centrifugue a cenoura e a beterraba e misture ao suco de laranja.

Valores nutricionais
(por porção)
Rendimento: 1 porção
Calorias: 170,8 Kcal
Quantidade de pontos (por porção):4
Carboidratos: 38,6 g
Proteínas: 3,9 g
Gorduras: 1 g 

Ahhhh.... o Verão !!!

Mal posso esperar!!!!

 Verão também é sinônimo de pouca roupa , pouca cintura e muita gordura,
 pouco trabalho e muita micose.
 Verão é picolé de Kisuco no palito reciclado, é milho cozido na água da torneira, é coco verde aberto pra comer a gosminha branca.
  Verão é prisão de ventre de uma semana e pé inchado que não entra no tênis.
 Mas o principal ponto do verão é.. a praia! Ah, como é bela a praia.
 Os cachorros fazem cocô e as crianças pegam pra fazer coleção.
 Os casais jogam frescobol e acertam a bolinha na cabeça das véias.
 Os jovens de jet ski atropelam os surfistas, que por sua vez, miram a  prancha pra abrir a cabeça dos banhistas.
 O melhor programa pra quem vai à praia é chegar bem cedo, antes do  sorveteiro, quando o sol ainda está fraco e as famílias estão chegando.
 Muito bonito ver aquelas pessoas carregando vinte cadeiras, três geladeiras  de isopor, cinco guarda-sóis, raquete, frango, farofa, toalha, bola, balde,  chapéu e prancha, acreditando que estão de férias.
  Em menos de cinqüenta minutos, todos já estão instalados, besuntados e
 prontos pra enterrar a avó na areia.
  E as crianças? Ah, que gracinhas!
 Os bebês chorando de desidratação, as crianças pequenas se socando por uma
 conchinha do mar, os adolescentes ouvindo walkman enquanto dormem.
  As mulheres também têm muita diversão na praia, como buscar o filho afogado
 e caminhar vinte quilômetros pra encontrar o outro pé do chinelo.
 Já os homens ficam com as tarefas mais chatas, como perfurar o poço pra
 fincar o cabo do guarda-sol.
 É mais fácil achar petróleo do que conseguir fazer o guarda-sol ficar em  pé.
  Mas tudo isso não conta, diante da alegria, da felicidade, da maravilha que  é entrar no mar!
 Aquela água tão cristalina, que dá pra ver os cardumes de latinha de cerveja
 no fundo.
 Aquela sensação de boiar na salmoura como um pepino em conserva.
  Depois de um belo banho de mar, com o rego cheio de sal e a periquita cheia  de areia, vem aquela vontade de fritar na chapa.
 A gente abre a esteira velha, com o cheiro de velório de bode, bota o  chapéu, os óculos escuros e puxa um ronco bacaninha.
  Isso é paz, isso é amor, isso é o absurdo do calor!!!!!
 Mas, claro, tudo tem seu lado bom.
 E à noite o sol vai embora.
 Todo mundo volta pra casa tostado e vermelho como mortadela, toma banho e
 deixa o sabonete cheio de areia pro próximo.
 O Shampoo acaba e a gente acaba lavando a cabeça com qualquer coisa, desde
 creme de barbear até desinfetante de privada.
 As toalhas, com aquele cheirinho de mofo que só a casa da praia oferece.
 Aí, uma bela macarronada pra entupir o bucho e uma dormidinha na rede pra
 adquirir um bom torcicolo e ralar as costas queimadas.
  O dia termina com uma boa rodada de tranca e uma briga em família.
 Todo mundo vai dormir bêbado e emburrado, babando na fronha e torcendo, pra
 que na manhã seguinte, faça aquele sol e todo mundo possa se encontrar no
 mesmo inferno tropical.

 Qualquer semelhança com a vida real, é uma mera coincidência.
 
 (Luis Fernando Veríssimo)

29 de dezembro de 2010

De volta e na Moda


Vários são os autores que situam o surgimento do leque quase ao mesmo tempo do surgimento do homem, e muitos são os mitos e lendas que tratam de sua origem, assim como diferentes povos se dizem responsáveis pela criação desse acessório.
 
Dizem que Cupido, o deus do amor, inebriado pela beleza de sua amada Psique, furtou uma asa de Zéfiro, o deus do vento, para refrescar sua amada enquanto dormia. A versão chinesa atribui a Kan-Si, filha de um poderoso mandarim, a criação do leque, uma vez que, não mais suportando o calor durante um baile de máscaras, e não podendo expor seu rosto aos olhares indesejáveis, dele se serviu para abanar-se, tendo logo seu gesto imitado por outras damas do baile.
As principais civilizações desde a Antiguidade fizeram uso dele, como o Egito, Assíria, Pérsia, Índia, China, Grécia e Roma, tendo ele sido utilizado como símbolo de poder em sua essência. As ventarolas foram as primeiras a chegarem na Europa durante os séculos XII e XIII provenientes do Oriente através das Cruzadas. Porém foi apenas no século XVI, quando os portugueses trouxeram os primeiros exemplares das suas colônias da Ásia, que iniciou-se de fato a moda de seu uso na Europa. Sendo assim nos séculos XVII, XVIII e XIX tornaram-se um complemento indispensável à vaidade feminina, invadindo salões e despertando paixões.
Fabricados de diferente materiais e técnicas como o marfim, a madrepérola, o charão, a tartaruga, as madeiras perfumadas, as plumas, os tecidos e os papeis pintados em litografia aquarelada ou tempera. Com cenas de gênero galantes, mitológicas, campestres ou orientais, muitas vezes retratando momentos históricos. Dentre tantas variações temos os comemorativos, de penas, plumas, com rendas, com tecido, tipo “baralho”, “mandarim”, com papel e as ventarolas.
Os leques são populares na Ásia e em algumas partes da África e Oceania.
Representam o Elemento Ar e podem ser usados para equilibrar algo, como por exemplo dois leques usados como equilíbrio no corpo. Existem uma variedade imensa de cores, estilos e materiais utilizados para a fabricação desses objetos.
Os leques orientais foram utilizados como armas brancas na Antiguidade e no período Medieval, e hoje são vistos como objetos decorativos.

A armação do leque apresenta duas partes, uma interna e outra externa e é formada de varetas, sendo que as externas tem o nome de varetas mestras, e a da frente, a principal. As varetas mestras são geralmente mais ornamentadas do que as simples, em muitas vezes apresentam as iniciais da dona do leque. No “leque indiscreto” eram colocados pequenos espelhos que permitiam as damas ver a movimentação ao seu redor, sem serem vistas. A “folha” é a parte mais decorada do leque que podia ser feita com pinturas sobre tecido, papel, pergaminho, rendas, seda, etc, sendo geralmente ornamentadas com pinturas ou bordados com lantejoulas metálicas ou mesmo com fios de ouro ou prata.
É neste contexto de luxo e sedução, que no século XIX toma força a “Linguagem do Leque” originaria provavelmente no século XVIII nas cortes francesas. Esta era um complicado sistema de posições e gesticulações que possibilitavam as damas se comunicar e flertar.
Desde meados do século XVIII a França foi principal fabricante de leques e adereços de luxo. Com o desgaste ocasionado pela Revolução Francesa na produção deste tipo de produto, entra no mercado, importado pela Inglaterra os leques orientais. Estes confeccionados em charão, sândalo ou marfim trazem geralmente estampas de caráter bucólico e cenas de vida cotidiana. Após a ascensão de Napoleão Bonaparte ao trono francês, a vida na corte toma outros rumos e a produção dos artefatos de luxo revigoram-se. Neste período os leques, bem como a moda por completo, inspiram-se nos ideais clássicos, sendo com cenas de faunos e bacantes, e nos modelos napoleônicos.
Com a queda de Napoleão e a restauração do governo da França nas mãos da monarquia e as mudanças realizadas na moda entre 1820 e 1830 com o aumento das saias e das mangas, o leque acompanha esta evolução duplicando seu tamanho anterior, passando de 15 para 30 centímetros. Com a indústria do luxo consolidada, a produção francesa gera raridade como leques em prata dourada, além de desenvolver maquinas de perfuração e gravação em osso e marfim. Nas décadas de 1830 e 1840, o leque manteve seu tamanho variando entre os 30 e 29 centímetros. A folha ou panache ainda era feita de papel ricamente decorado com aquarelas ou litogravuras por vezes pintadas e guarnecidas de prata dando assim um efeito todo especial ao desenho ilustrado.
Por volta de 1845 os leques, antes finos e longos, ganham mais forma nas varetas. Esta mudança deve-se ao primeiros leque “Mandarim” trazidos pelas casas de impostação inglesas de suas colônias na China.
Em 1850 a evolução antes descrita já se mostra forte nas oficinas dos melhores Eventelistes da Europa. Um formado mais oval é adotado e muito aceito. Esta vareta de formato modificado iria alongar-se quase fazendo desaparecer a folha do leque, mas em 1855 em diante a folha voltaria com força total.
Entre 1860 e 1870 os leques ganham decoração diferenciada nas folhas, que são agora, feitas de tafettá duplo com um forro de papel jornal liso e fino, que dá maior estabilidade ao tecido e alonga a durabilidade da peça. É neste período que também aparecem os primeiros leques com características inovadoras, como os leques de plumas, de penas exóticas, de rendas, de casco de tartaruga, entre outros.
De 1870 a 1890 as variações na estrutura dos leques não são significativas, apenas ocorrem mudanças no tamanho, que acompanha a evolução das mangas Mutton, em meados de 1895 e 1896. Nos anos seguintes numa movimento inverso o leque acompanha a moda e o estancar dos vestidos entre 1887 e 1900.
Alguém já viu o pre$$$$inho desse artefado que vivia esquecido???? Tem até de R$430,00.

Razão da minha vida.......

"Os filhos é o melhor acontecimento na vida de uma mulher"
Existe um momento em nossa vida, que despertamos para o mundo, como se tivessemos num sonho adormecido.
E buscamos dentro de nós uma força tão grande, uma expectativa esperançosa de ver nossos sonhos realizados.
É um momento só nosso, um momento de carência, de solidão e uma vontade louca de encontrar alguém que se perdeu no tempo, mas que se encontra presente no atual presente.
Observe-se, valorize o que você tem de bom para oferecer, ouça alguém que tem algo importante a lhe dizer, porque você é a pessoa mais especial desse mundo.
Algumas vezes, falamos para nós mesmos que não sabemos o significado da palavra amor, mas podemos senti-lo.
Podemos valorizar este sentimento por cada carícia, por cada gesto meigo, por cada bem praticado. Se existe alguém especial, esse alguém é você.
Pois você está acima do mal.
Muitas vezes, o bem e o mal estão dentro de nós, de você mesmo.
O mais importante é que você saiba eliminar este mal, agindo de maneira consciente, sendo útil, fazendo o bem para si mesmo e para as outras pessoas.
Portanto, o amor que você sente, você deve dividi-lo em quatro partes: o amor a Deus, o amor ao próximo, o amor aos seus parentes e amigos que sempre estiveram ao seu lado e o amor a si próprio.
Agindo assim, com essa capacidade de amar, você estará fazendo a sua história, estará escrevendo nas páginas do livro da vida; que só você; saberá o final.
Porque você... é muito especial!

Parabéns!!!!!

SUZANA !!!!! CADE VOCÊ???? EU VIM AQUI SÓ PARA TE COMPRIMENTAR AMIGA....

Homem apaixonado

Se você conheceu um homem apaixonado, verdadeiramente apaixonado, você conheceu o que há de melhor nesse mundo.
É fácil e comum, nos dias de hoje, encontrar uma mulher apaixonada. As mulheres parecem ter sido feitas para a paixão (ao menos é o que nos dizem desde que nascemos). Mas homens, esses foram feitos para as batalhas sangrentas do dia a dia, para as dificuldades financeiras, para a luta pela sobrevivência, para o silêncio de sentimentos (assim pensa a nossa sociedade).
Os homens foram tão massacrados de responsabilidades e estigmas de carregar o mundo nas costas, que nem se deram conta de sua própria necessidade de amor e paixão. Fingem tão bem não ligar, reduzem o amor a conquistas, a disputas, a objetivos práticos a serem alcançados que, assim que atingem tal objetivo, o objeto passa a não exercer o mesmo fascínio.
Tudo bem, é por aí. Mas, e quando Cupido decide flechar de verdade o coração masculino? Como reage esse coração, tão pouco acostumado a sofrer por amor, a manter alguém 24 horas por dia em seu pensamento?
Gente, é lindo! É tão lindo quanto ver uma criança dando seus primeiros passos, ou vendo um passarinho dar seu primeiro vôo, ou como namorados dando seu primeiro beijo.
Ele (o homem) é pego de surpresa e reage de forma surpreendente.
Torna-se vulnerável, emotivo, passa a prestar atenção em letras de músicas, em flores, em poemas, em vitrines, em praças, em crianças. Ele passa subitamente a gostar de lojas, de receitas, de moda e perfumaria. Fica entendido em cremes e cheiros, em livros, em drinks. Passa a ser expert em assuntos exóticos. Acorda e dorme cantarolando. Isso tudo porque a amada tem seu mundo e é seu mundo.
O espelho passa a exercer atração. Geralmente muda o corte do cabelo, a barba e o bigode (tira, se tem, deixa crescer, se não tem). Fica vaidoso, sensível e bobinho. Adorável bobinho. Mas... esconde!
Ah, parece ser pecado se apaixonar!
Deve ser uma terrível gafe demonstrar sentimentos.
Aparentemente é condenável ser simplesmente humano.
Sabe aquela coisa do "lado feminino"? Balela. Não existe essa dicotomia. Todos temos de tudo dentro de nós. O poder, a beleza, o bem, o mal, o masculino e o feminino, o yin e o yang.
Mas esse homem apaixonado passa a ser exigente, a ter carências e vicissitudes. E, se você souber manter essa chama acesa, souber lidar com esse homem enfeitiçado, será uma mulher abençoada, porque ele é capaz de tudo para ver você feliz.
Ah, esse homem não medirá esforços. Não haverá obstáculos capazes de detê-lo na empreitada da sua felicidade. Ele acordará com a força de um Hércules, a disposição de um atleta, a perseverança de um monge, e a fragilidade de uma criança.
Acolha-o. Sinta-o. Mime-o. Ame-o.
Deixe-o sentir seu amor fluir.
Alimente-o de afagos, de agrados, de elogios.
Mostre a ele a correspondência de sentimentos, mas não o prenda.
Deixe-o livre para escolher você, escolher estar com você, preferir você a qualquer coisa. Mas por vontade dele.
Creio que o erro de muitas mulheres é querer prender seu homem, controlar seus passos, cercá-lo não de afeto, mas de desconfiança.
O homem apaixonado é seu. Está apaixonado, encantado, tem um mundo novo e muitas das vezes não sabe lidar com ele.
Também fica inseguro, ciumento, quer agradar, quer inundá-la de carinhos, mas quer manter sua habitual liberdade.
E em nome desse novo amor, desse sentimento que o fragiliza tanto, talvez sufoque essa liberdade que sempre teve e que sempre foi-lhe ensinado assim. Mas isso, com o tempo, certamente o deixará limitado e cansado, levando a um desgaste no relacionamento.
Então, o que fazer?
Não há fórmulas. Não há receitas de bolo.
Há sim uma necessidade de entendimento, de espaço, de respeito mútuo.
Há que se lidar com a liberdade assim como se lida com a delicadeza da paixão.
Há que se estabelecer limites. O outro é o outro, você é você.
Não se pode amar ao outro se não se ama a si próprio.
O outro não é seu espelho e nem seu ideal e objetivo.
Nada de se anular em função do amor.
Essa é a diferença entre a mulher apaixonada e o homem apaixonado.
Ele não ama menos, não sente menos, não sofre menos por amor.
Apenas ele sempre teve sua individualidade. A sociedade o permitiu desde o início dos tempos, enquanto nós, mulheres, aos poucos vamos ganhando terreno na igualdade de direitos, inclusive o direito de se amar, o direito a seu espaço individual na relação a dois.
Sendo assim, ao dar de cara com um homem apaixonado, ao se apaixonar por ele, não abra mão de seu espaço, de sua individualidade, porque só assim poderá entender a postura dele e aproveitarão tudo o que a paixão e o amor correspondidos podem fornecer de forma sadia a ambos.
Curta seu homem, estrague-o de tanto amá-lo, e seja feliz!

28 de dezembro de 2010

Eu quero um!!!!!!!!!!!!!!!

Água, sucos, refrigerantes, achocolatados, sangrias, sodas italianas podem ser colocadas para gelar e servir nas tão faladas "suqueiras" da moda, que enlouquecem as crianças devido às torneirinhas.Modelos mais básicos, todas em vidro, outras com detalhes em madeira ou metal......
Não esquecer a idéia das refrescantes jarras com águas aromatizadas, como com rodelas de limão e pepino, de laranja ou limão e amoras, com muito muito gelo dentro ...

27 de dezembro de 2010

Endívias

ENDÍVIAS COM MAÇÃ VERDE E CHIPS DE PRESUNTO CRU
Rendimento: 4 porções
200 g de endívias vermelhas
200 g de endívias brancas
100 g de maçã grany Smith
40 g de nozes picadas
40 g de roquefort em cubinhos
10 g de ciboulette picada
120 g de presunto cru cortado em fatias feitos em chips
75 g de tomate cereja
Molho roquefort
200 g de queijo roquefort
1 creme de leite fresco
5 g de sal
Modo de preparo
1. Lave as endívias e separe em folhas. 2. Corte a maçã em fatias. 3. Para fazer os chips, coloque as fatias de presunto cru sobre um papel sulfurizado ou manteiga e leve ao forno a 180 graus até ficar seco e crocante. 4. Lave os tomates e corte-os ao meio. 5. Para o molho roquefort, bata os ingredientes no liquidificador. Arrume as folhas de endívia e os demais ingredientes num recipiente e regue com o molho antes de servir. 6. Salpique pimenta-do-reino branca moída na hora.

Outra ideia
A folha de endívia disposta em cada taça, dispensa o uso de colher na hora de degustar o aperitivinho. Muy Practico!
Neste aqui vai: endívia, ovas de salmão, mousse ou purê de alguma coisa e tirinhas finas de folha verde "maebá" (前葉), pelo que consegui extrair do artigo publicado na Elle.com.jp.
Além de ser um petisco mui elegante, é também muito saudável! Os convidados agradecerão! A endívia nao pesa na digestão, é 95% água e muito boa para pressão arterial, assim como as ovas - rica fonte de ômega 3. Agora uma sugestão de minha parte. 
 
O "maebá" (difícil de se encontrar por aqui) pode ser substituído por tirinhas de escarola (parte nova e macia) mescladas a um pouco de manjericão. Estes ingredientes são aliados também da pressão arterial, do coração, da circulação e da respiração. Para o purê-molho, experimente azeite + alcaparras + ajinomoto + pedacinho bem fino da casca de limão, tudo no mixer. Se os convidados forem a favor de um tempero mais exótico, pode colocar uma pitadinha de mel no molho! 

26 de dezembro de 2010

Tiramissu

<>
<>
 A Itália não é conhecida apenas pelas suas massas e pizzas. Sobremesas diversas também fazem a “cozinha da mamma” uma das melhores do mundo. Quem ainda não experimentou o Tiramisù não sabe o que está perdendo
Muita gente aproveita para fazer essa sobremesa sofisticada na ceia de Natal ou Ano Novo. Ela nada mais é do que uma variação italiana do pavê francês. A receita alterna camadas de mascarpone (queijo italiano), zabaione (creme à base de gemas, ovos e açúcar) com camadas de biscoitos ingleses embebidos em café forte. E por cima cacau polvilhado.

Depois da receita original surgiram algumas variações. Uma delas, mais brasileira, é feita com maracujá e castanha-de-caju. O chef Sergio Arno fez até com panetone, mais italiana impossível.

“O tiramissu é uma receita clássica italiana, praticamente combina com tudo. Muito apreciado pela maioria dos clientes, das crianças, dos idosos.”, diz a chef Silvia Percussi, da Vinheria Percussi.
Imgredientes
 
300 gr de mascarpone
1/2 litro(s) de creme de leite fresco
6 unidade(s) de maracujá
4 colher(es) (sopa) de açúcar
quanto baste de biscoito champagne triturada(s)
quanto baste de castanha-de-caju picada(s)
quanto baste de licor de cacau
2 unidade(s) de gema de ovo
Modo de preparo

Numa panela, coloque a polpa de maracujá e o açúcar. Misture e leve ao fogo. Deixe reduzir, formando uma calda concentrada. Reserve. Numa tigela, coloque as bolachas e misture o licor. Coloque essa mistura no fundo de taças ou num recipiente para sobremesa. Polvilhe as castanhas de caju. Reserve. Para o creme, bata as gemas e junte o mascarpone. Bata para misturar. Acrescente a calda de maracujá fria (reserve parte das semente para decoração). Bata até obter um creme homogêneo. Retire da batedeira e incorpore delicadamente o creme de leite fresco batido como chantilly Distribua o creme formado na taça grande (ou tacinhas) sobre a base de bolachas. Para finalizar, regue as semente de maracujá reservadas e polvilhe com castanha de caju.
Decore com chantily e sirva gelada